Qualé a dessa tal de… Global Game Jam 2013

Desculpem-me pelo título, força do hábito. Mas aqui estamos nós, nessa pegada marotassa, em mais uma Jam que sempre rende ótimos jogos para você matar ainda mais o seu tempo, caso os destruidores de produtividade não estejam sendo o suficiente para saciar sua vagabunda fraude trabalhista.

Para quem não conhece o conceito, todos os jogos da Jam tem que ser feitos em apenas quarenta e oito horas, o que não é nem um pouco simples por si só. Para apimentar as coisas um tema sempre é criado em Jams desse tipo, e dessa vez o tema foi o som da batida de um coração. Vocês podem conferir o vídeo que revelou o tema pra galera logo abaixo.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=h_lTq6XL-AE]
Vamos citar aqui os jogos brasileiros mais bacanudos que achamos ou que nos foram enviados, mas lembrando que você pode gastar muito, mas muito mesmo do seu tempo olhando todos os games aqui nesse link. Se a emoção for demais para o seu pobre coração (piadinha horrível e completamente proposital), você pode filtrar por áreas de desenvolvimento, e conferir apenas os brazucas nesse outro link aqui. Sentimos muito se o seu game não apareceu listado aqui, mas a Global Game Jam é gigante e não temos como olhar tudo.

Se você encontrar alguma pérola escondida no meio das milhares de entradas, envie nos comentários, ou através do twitter, e quem sabe podemos fazer outro post com as descobertas. Ah, e o nome dos estúdios na frente do jogo não representam o time todo na maioria das vezes, já que alguns convidados especiais acabam aparecendo no meio, ou alguns membros chave da empresa mencionada faltando na composição. Bem, vamos lá, chamada por ordem alfabética:

Cis & Dis VS The Beat (Alpaca Team) – Você e mais um amigo controlam o Cis e o Dis, que vou supor que sejam dois alienígenas fugindo de outro alienígena maior. O que é completamente injusto, já que é só perder o game uma vez para ver que tudo que o Beat quer é espalhar um pouco de seu amor aos seus conterrâneos. Sendo um jogo de ritmo que usa apenas duas teclas por jogador, você pode tentar ser verdadeiramente hardcore (ou sem amigos no mundo) e jogar com o Cis e o Dis ao MESMO tempo. Tudo para fugir de um romance não correspondido.

Dysrhythmia (Insolita) – O dia que eu for internado por alguma inevitável doença cardíaca, cultivada por anos de bebidas alcoólicas, cigarro e outros malefícios, eu realmente espero que esse jogo (ou alguma versão dele) esteja instalado na minha máquina de eletrocardiograma. Você vai sendo levado ao ritmo da música, e tem que acertar os pontos expostos em cima representando os impulsos elétricos cardíacos do coração. Ou algo assim, eu não sou médico!

Heart Attacksome (Taw Studio) – O coração não é apenas feito de romance e sentimento, mas também serve para destruir toda a gordura que ingerimos diariamente. Para isso possuímos quatro válvulas com tiros especiais que auxiliam no tratamento adequado de cada tipo de malefício ao nosso organismo. Ao menos foi assim que eu aprendi com esse jogo do pessoal da Taw, que com certeza me animou para largar o regime e voltar ao Mc Donalds diário, tendo em vista minha habilidade no game.

Heartbeat Attack (Catavento) – Esse aqui é o Ouendan da cardiologia. Um jogo rítmico aonde você vai simplesmente processando gelecas coloridas no ritmo da música, dentro do que eu imagino ser seu coração, enquanto em cima você pode conferir o que está rolando com o dono desse precioso órgão. Destaque completo para a segunda fase do jogo, completamente realística, representando algo que com certeza já aconteceu com todos que um dia já usaram a internet.

Like a Boss (FireHorse Studios) – Embora o único som de coração que você consiga ouvir aqui seja o de sua vida se esvaindo, o conceito é interessante. Você entra na pele de um chefão de uma Dungeon de um MMO, e tem que destruir todo o grupo atacante, que é organizado como um grupo clássico de jogos do gênero, com Tanks, Healers e DPS. Sinceramente, fora o último jogo da lista, eu acredito ser este o mais difícil dos jogos aqui expostos, até mesmo no modo Easy. Vale a pena ligar pelo menos uma vez no modo Hard só pra entender tamanha dor de um pobre chefe de Raid.

blabla

Sigurd’s Havock (Joymasher) – A turma do Oniken, em sua primeira Jam (!), conseguiram criar um jogo bem diferentoso. Você controla um anão bárbaro dentro de um dragão, estomago abaixo, para resolver essa treta de dentro pra fora, como qualquer anão medieval foda faria. O mais interessante é o fato da tela do game mudar sua perspectiva em certos momentos, algo que altera o gameplay do jogo também. Não quero nem imaginar de onde saiu a ideia de desenvolver isso, mas com certeza esperamos ver essa turma em mais Jams.

So Far, So Close (Swordtales) – “Uma história de amor, de aventura e necrofilia.” – Sandy & Júnior. Permitindo que você possa jogar bem juntinho aquela pessoa especial, juntinhos no mesmo teclado, vocês controlam uma mocinha e um morto muito louco, que tem que atravessar um labirinto juntos no Dia de los Muertos. Sua missão é provar que o amor vence até mesmo a barreira da morte. Apenas não vence barreiras azuis e vermelhas que precisam ser desativadas no outro mundo, mas não vamos entrar em detalhes técnicos.

Stoneheart (Miniboss) – Por que sempre a princesa é que precisa ser salva? Nesse game multiplayer quem precisa de ajuda é um príncipe com muita sorte de ter três corajosos admiradores (incluindo um cara fortão conectado com seu lado feminino) para lhe resgatar de uma dungeon. Baseado em Goof Troop em sua grande parte, com aquele leve toque de Zelda, ele é bem robusto e vai lhe dar um trabalhinho para terminar. Além de tudo conseguiram tempo nessas 48 horas pra deixar o jogo lindo e criar um jogo de vôlei pra passar o tempo.

Surgeon Simulator 2013 (Bossa Studios, esse não é brasileiro mas a gente tinha que falar dele) – É simplesmente impossível não comparar esse jogo com o famoso QWOP, já que você está controlando, essencialmente, uma única mão, com controles completamente diferentes dos usuais, usando um botão pra cada dedo. Criando um ambiente propositalmente impreciso para realizar um transplante de coração, a comédia é garantida quando você acaba derrubando instrumentos dentro do paciente, cortando mais do que deveria, ou derrubando o coração a ser transplantado. É tanto sucesso que já está no Greenlight para ser colocado no Steam.

E é isso aí, minha gente. Não se esqueçam: caso tenham algum jogo que considerem fabuloso, mas que não esteja na lista acima, nos mandem pelos comentários ou twitter.

Hynx

Sobre

Um rapaz gordo com cara de mendigo, que só quer saber de: jogar, salvar state, carregar state, irritar pessoas, escrever, e quem sabe até ganhar um beijo doce da Rainha do Rodeio.

Visit the best review site wbetting.co.uk for William Hill site.