FISH é uma mistura de Doom, One Piece e Kubanacan — e sim, é de um de nós

Arte do recifense Bruno Atanasio. http://bruninho.top

Sempre que algum amigo meu me passa alguma coisa que ele criou — seja um jogo, um texto, uma música ou qualquer coisa — eu fico feliz, mas receoso. Eu fico receoso pois se eu não gostar, eu vou querer criticar, mas uma crítica construtiva; mas mesmo que a intenção seja boa, nem sempre as pessoas respondem bem a isso, e você não quer magoar seus amigos. Felizmente, na maior parte das vezes que me passam algo eu não tenho esse problema, pois o negócio é bom mesmo; e no caso do FISH, do Arthur Zeferino — sim, o Tuba aqui do site — eu ficava bastante aliviado. Pois a cada vez que ele me mandava um novo alpha, um novo build ou qualquer coisa, eu gostava; o que pra mim, que não sou programador ou designer, quer dizer que a coisa mais difícil a se fazer já tinha sido feita: o jogo era divertido de se jogar.

FISH pode ser melhor descrito como uma mistura de Doom, One Piece e Kubanacan, pois, de certa forma, é isso mesmo. Pegando dicas e inspirações de FPS antigos dos anos 90, FISH conta a história do Pescador, um rapaz parrudo que tem um gancho no lugar de uma das mãos e precisa sair atirando em um monte de peixes piratas para liberar a vila de San Esteban. 

Você tem o arsenal de armas padrão para esse tipo de jogo — a escopeta, metralhadora, um arco e flecha que talvez não seja tão tradicional assim exceto por Turok — e o gancho que funciona num esquema Hookshot de Ocarina of Time e faz você interagir com o ambiente e acessar áreas inacessíveis, ou então puxar o escudo de um inimigo, puxar o próprio inimigo ou fechar uma tampa de privada. O visual do jogo tem o estilo padrão do Tuba que você conhece se acessava o Homem Barata nas épocas do Orkut e a música é um sambinha-rock muito massa sendo feito pelos caras do Cafofo Studio. (e ah, eu ainda culpo o Tuba por ter me feito ouvir Trio Mocotó por mais tempo do que eu esperava em umas boas tardes).

O jogo tá sendo feito na Unreal Engine 4 e, pra auxiliar e completar o processo de desenvolvimento, foi feita uma campanha de arrecadação coletiva no Indiegogo. O preço mínimo promocional para ganhar uma cópia do jogo é de 10 dólares, e assim que esse tier se esgotar o próximo é de 15 dólares. O jogo tem também uma demo bem corpulenta que conta com uma fase completa e faz você ver melhor que o jogo é bom mesmo e não sou só eu falando coisa pra ajudar meu amigo.

A estimativa de lançamento de FISH é Fevereiro de 2019 e tem muito, muito mais informações do que eu falei aqui lá na página do Indiegogo. Então, se você tá interessado, dá uma olhada, baixa a demo, se joga aí, sério.

Eu sei que a gente sempre olha com mais esmero pra coisas que foram feitas por pessoas próximas a nós; a gente sempre olha de uma forma mais especial, por assim dizer. Eu não nego isso nem um pouco. Então, se você curtiu o que você viu, dá uma força aí e vamos fazer esse FISH sair do forno.

(PS: Só pra esclarecer a dúvida, caso alguém esteja pensando: não foi o Tuba que pediu pra eu escrever isso aqui no site, não. Eu que pedi pra ele.)

Rod

Sobre

Rodrigo "Rod" é de Salvador, Bahia. Estuda psicologia, finge ser escritor, e acha que entende alguma coisa sobre game design.
  • Victor Hugo

    Tô acompanhando essa batalha faz tempo pelo twitter… Toda sorte do mundo pro Tuba

  • Diego Santinoni Zagalia

    Sensacional ^__^

  • Joevenon

    Foda meu parcero

  • CDX

    Passando só pra dizer que eu tou ansioso pra caralho pra jogar essa porra já, desde que vi as primeiras imagens na verdade.

  • Nathan

    Eu fui na SBGAMES de 2017 numa palestra sobre unreal e o criador desse jogo tava la na entrevista com uns cara la.

Visit the best review site wbetting.co.uk for William Hill site.